Quinta-feira, 26 de Maio de 2022
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuvas esparsas
19°
16°
16°C
Espumoso/RS
Chuvas esparsas
No ar: Café da Líder
Ao Vivo: Café da Líder
Bom Dia Líder

“Se não fosse a vacina, o cenário seria catastrófico”, afirma infectologista

“Se não fosse a vacina, o cenário seria catastrófico”, afirma infectologista
21.01.2022 07h53  /  Postado por: Roger Nicolini

Um dia após o governo do Estado emitir alertas a 12 regiões Covid-19, o Rio Grande do Sul voltou a bater recorde de casos confirmados da doença em 24 horas. Com mais 18.302 diagnósticos do novo coronavírus registrados hoje, o Estado totaliza 143.283 apenas em janeiro – que já é o terceiro mês com maior número de infecções desde o início da pandemia. Em apenas 20 dias, o acumulado de casos Covid-19 é superior ao total verificado nos cincos meses anteriores.

O aumento exponencial do contágio em solo gaúcho se agravou esta semana. Os 18,3 mil diagnósticos de Covid-19 confirmados hoje representam o terceiro maior número de casos reportados em um dia desde o início da pandemia. De acordo com dados do Painel Coronavírus RS, da Secretaria Estadual da Saúde (SES), de agosto a dezembro do ano passado, os diagnósticos confirmados para a doença, em 153 dias, totalizam 119.762.

Embora especialistas alertem que a ocupação de leitos clínicos e de terapia intensiva não avança na mesma proporção que os contágios, nas últimas semanas houve aumento das internações. Professor de Infectologia da Faculdade de Medicina da Ufrgs, Alexandre Zavascki alerta que agora está há uma ‘explosão da Ômicron’ no Brasil e no RS, a exemplo do que ocorreu semanas atrás em países como África do Sul, EUA, Canada – além da Europa. “É tudo muito parecido, o crescimento é muito rápido, intenso, num período de tempo menor”, destaca.

Um dia após o governo do Estado emitir alertas a 12 regiões Covid-19, o Rio Grande do Sul voltou a bater recorde de casos confirmados da doença em 24 horas. Com mais 18.302 diagnósticos do novo coronavírus registrados hoje, o Estado totaliza 143.283 apenas em janeiro – que já é o terceiro mês com maior número de infecções desde o início da pandemia. Em apenas 20 dias, o acumulado de casos Covid-19 é superior ao total verificado nos cincos meses anteriores.

O aumento exponencial do contágio em solo gaúcho se agravou esta semana. Os 18,3 mil diagnósticos de Covid-19 confirmados hoje representam o terceiro maior número de casos reportados em um dia desde o início da pandemia. De acordo com dados do Painel Coronavírus RS, da Secretaria Estadual da Saúde (SES), de agosto a dezembro do ano passado, os diagnósticos confirmados para a doença, em 153 dias, totalizam 119.762.

Embora especialistas alertem que a ocupação de leitos clínicos e de terapia intensiva não avança na mesma proporção que os contágios, nas últimas semanas houve aumento das internações. Professor de Infectologia da Faculdade de Medicina da Ufrgs, Alexandre Zavascki alerta que agora está há uma ‘explosão da Ômicron’ no Brasil e no RS, a exemplo do que ocorreu semanas atrás em países como África do Sul, EUA, Canada – além da Europa. “É tudo muito parecido, o crescimento é muito rápido, intenso, num período de tempo menor”, destaca.

Fonte: Correio do Povo

Foto: Alina Souza

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
CONCORDO