Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2022
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
39°
22°
34°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
No ar: Manhã Líder
Ao Vivo: Manhã Líder
Bom Dia Líder

Emater/RS-Ascar orienta produtores sobre controle da buva

Emater/RS-Ascar orienta produtores sobre controle da buva
15.11.2021 06h46  /  Postado por: Roger Nicolini

Agricultores têm observado a incidência da buva nas lavouras. A planta invasora (daninha) pode ser um problema em culturas como o trigo, milho e principalmente na soja. Na soja, uma planta de buva por metro quadrado pode causar perdas de até 14% na produtividade. Uma única planta pode produzir mais de 100 mil sementes, com dispersão pelo vento em torno de 100 metros da planta mãe, mas em alguns casos as sementes podem se dispersar até 500 metros da planta mãe”. Na soja, cultura em início da fase de implantação de acordo com o zoneamento agrícola, a buva deve deixa os agricultores atentos, conforme explica o engenheiro agrônomo e assistente técnico da regional da Emater em Soledade, Josemar Parisi.

Para o controle da buva existem algumas opções de herbicidas que podem ser utilizadas pelos produtores. O ideal é que o manejo dessa planta invasora seja realizado quando ela ainda é pequena, sendo importante que se faça o seu controle antes da implantação da cultura da soja com herbicidas que tenham um bom controle de buvas germinadas, mas também um bom controle das sementes desta invasora com os produtos recomendados. “Mas a quantia depende de cada lavoura. Por isso, sempre é importante o agricultor consultar um técnico para ter um resultado mais efetivo e o uso adequado dos produtos, destaca o agrônomo da Emater, Josemar Parisi.

 

Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Soledade é estimado o cultivo de 466.480 hectares de soja.  Atualmente, é estimado que foi semeado 20% em relação à área total de cultivo na região. As primeiras áreas implantadas apresentam boa germinação/emergência e ótimo estande de plantas. A maior parte das áreas está preparada aguardando a semeadura, encerra Josemar.

Fonte: Emater/RS-Ascar

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.