Terça-feira, 30 de Novembro de 2021
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
26°
15°
19°C
Espumoso/RS
Tempo limpo
No ar: Sertanejo Classe A
Ao Vivo: Sertanejo Classe A
Bom Dia Líder

Espumosense Carminha Gatto Missio, atualmente na Bahia, na lista das 100 mulheres mais poderosas do Agro pela Forbes

Espumosense Carminha Gatto Missio, atualmente na Bahia, na lista das 100 mulheres mais poderosas do Agro pela Forbes
25.10.2021 06h59  /  Postado por: Roger Nicolini

A agricultora Carminha Maria Gatto Missio, de 65 anos, primeira mulher a ocupar o cargo de vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB) está na lista das 100 Mulheres Poderosas do Agro da Forbes Brasil.

Gaúcha de nascimento, mas baiana de coração, Carminha mora em Luís Eduardo Magalhães, cidade do oeste da Bahia. Formada em direito, ela já trabalhou como costureira e artista plástica, mas hoje, ela vive no universo da agricultura. Casada, mãe de três filhos, Carminha Maria Gatto, que na última semana esteve em uma homenagem realizada pela Sicredi Espumoso RS/MG,  falou primeiramente sobre o surgimento do cooperativismo de crédito em espumoso e região na década de 1980.

Carminha disse ter sido uma surpresa o reconhecimento na lista das 100 Mulheres Poderosas do Agro da Forbes Brasil, e aconselha que as pessoas não tenham medo de buscar seus objetivos. A relação intensa com o oeste da Bahia é desde a década de 80, mas ela só passou a morar em Luís Eduardo Magalhães em 2005, após se formar em direito, no Mato Grosso do Sul. A família, de origem italiana, morava no município de Espumoso, no Rio Grande do Sul. Em 1985, parte dos familiares foi até Luís Eduardo Magalhães, em busca de terras maiores para produzir grãos e assim melhorar a situação financeira.

Na década de 80, conforme relata, a agricultura era pouco explorada no oeste da Bahia. A família decidiu pela mudança de estado, mesmo sem saber como funcionava o período de chuva e como trabalhar no solo arenoso, diferente do trabalhado no Rio Grande do Sul. Na cidade de Espumoso, Carminha Missio foi criada pelos pais com mais nove irmãos. A agricultora sempre teve desejo de seguir com o trabalho da família, mas não tinha como se desenvolver na região.

A advogada só terminou o ensino médio com 45 anos, depois que fez um supletivo de três meses. Antes disso, trabalhou como costureira e artista plástica.Depois, ela se formou em direito, com o desafio de conciliar com outros compromissos como dirigir a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), no Mato Grosso do Sul. Antes de ocupar o cargo de vice-presidente da FAEB, a agricultora foi presidente sindical por quatro anos, entre 2015 e 2018. Mesmo com a produção forte de grãos no oeste do estado, Carminha Missio conta que sofreu impactos da pandemia da Covid-19, que também trouxe dificuldades para os agricultores da região.

 

FONTE: G1

 

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.