Segunda-feira, 20 de Setembro de 2021
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
32°
19°
22°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
No ar: Café da Líder
Ao Vivo: Café da Líder
Bom Dia Líder

Prefeitura de Tio Hugo divulga nota oficial sobre possibilidade de reversão de emancipação

Prefeitura de Tio Hugo divulga nota oficial sobre possibilidade de reversão de emancipação
14.09.2021 07h36  /  Postado por: Roger Nicolini

O Poder Executivo Municipal de Tio Hugo comunica que não há nenhuma definição relacionada a uma eventual revogação da emancipação do município que o tornaria novamente distrito.

A ADI n° 4711 que dispõe sobre a inconstitucionalidade da Lei Estadual que regulamenta as condições de criação de municípios no Estado do Rio Grande do Sul, foi julgada como procedente pelo Supremo Tribunal Federal.

No entanto, o STF ainda não publicou a íntegra da decisão envolvendo a ação mencionada acima.

De acordo com a Federação da Associação dos Municípios do Rio Grande do Sul – Famurs, pode-se afirmar que as leis estaduais de criação de municípios que tiveram seu processo iniciado até a data da promulgação da Emenda Constitucional 15/1996, e aquelas que foram publicadas até 31 de dezembro de 2006, de acordo com a Emenda Constitucional 57/2008, são plenamente válidas e convalidadas pelo referido artigo 96 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal.

Na decisão, o Ministro Relator afirmou que são válidas as leis estaduais de “criação, fusão, incorporação e desmembramento de Municípios, cuja lei tenha sido publicada até 31 de dezembro de 2006, atendidos os requisitos estabelecidos na legislação do respectivo Estado à época de sua criação”, nos exatos termos da Emenda Constitucional 057/2008.

Observa-se que a decisão se dá em processo de análise abstrata, ou seja, não se refere a nenhum município especificamente, mas de regra geral para criação de municípios. Com efeito, não se discutiu na referida ação, concretamente, a extinção de determinado município ou mesmo o alcance da EC 57/2008.

Em 2008, o Congresso Nacional ampliou o regime de transição previsto na EC 15/1996 e aprovou a referida Emenda, pela qual se convalidou os atos de criação, fusão, incorporação e desmembramento de Municípios em todo o país, desde que tenha sido publicada até 31/12/2006 e tenha atendido os demais requisitos estabelecidos na legislação do respectivo Estado à época da sua criação.

A expectativa é que essas interpretações sejam levadas em consideração para a manutenção da emancipação de Tio Hugo, que completou neste ano 21 anos do início da sua primeira Administração.

Conforme destacado acima, porém, é necessário aguardar a decisão na íntegra, que será publicada pelo STF.

Em breve atualizações…

FONTE E FOTO: ASCOM TIO HUGO

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.