Segunda-feira, 14 de Junho de 2021
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
20°
17°C
Espumoso/RS
Tempo limpo
No ar: Manhã Líder
Ao Vivo: Manhã Líder
Notícias

Novo comando-geral da Brigada Militar toma posse

Novo comando-geral da Brigada Militar toma posse
01.06.2021 07h36  /  Postado por: Roger Nicolini

O governador Eduardo Leite e o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, oficializaram nesta segunda-feira (31/5) a passagem do comando-geral da Brigada Militar (BM). A solenidade foi realizada em ampla área aberta, no campo de futebol do Estádio General Cypriano, do Departamento de Ensino da BM, em Porto Alegre, com disponibilização de álcool em gel, aferição de temperatura e uso obrigatório de máscaras de proteção contra Covid-19. A cerimônia foi transmitida pelas redes sociais da corporação.

“Estamos diante de homens e mulheres que nos fazem orgulhosos de sermos gaúchos. Se podemos pensar no futuro do nosso Estado, em termos nossas famílias em segurança nesse pedaço de chão, é porque olhamos para o futuro com confiança, devido ao trabalho de extrema dedicação desses homens e mulheres. Que privilégio para o Rio Grande do Sul poder contar com policiais treinados, capacitados, gente de valor, como a nossa tropa da BM, para cumprir essa missão de proteger a sociedade gaúcha. São profissionais merecedores de nosso mais profundo respeito e admiração”, reconheceu o governador.

O governador relembrou variações importantes nos índices de criminalidade: “Temos observado, desde o início do governo, redução de mais de 30% de homicídios, de 50% do roubo de veículos, de mais de 70% os assaltos a banco. Ainda há muito por fazer, mas os números indicam que estamos no caminho correto. Por isso podemos continuar apostando nas nossas forças policiais, no futuro do Rio Grande do Sul, porque temos capacidade de investimentos, de cumprir com nossos compromissos. Estamos virando o jogo, como viramos na segurança pública, virando também nas finanças públicas, e isso vai nos oferecer um destino melhor”.

Leite destacou o entendimento, por parte do governo do Estado, da segurança pública como prioridade, citando o cronograma de reposição de efetivo e o constante investimento em viaturas e equipamentos: “Nosso governo não deixou para nomear policiais no final da gestão, e esse esforço de chamamento antecipado custa ao governo R$ 1 bilhão. Sabemos da importância desse investimento em recursos humanos, tanto quanto o investimento a partir das promoções, em reconhecimento ao trabalho desses homens e mulheres que atuam na ponta, e investimento em viaturas e equipamentos, dando segurança a quem faz segurança”.

O evento marcou oficialmente a posse dos três novos ocupantes dos mais altos postos na cúpula da instituição. O agora desembargador do Tribunal de Justiça Militar coronel Rodrigo Mohr Picon entregou o comando-geral da BM ao coronel Vanius Cesar Santarosa, que até então era o subcomandante-geral. Santarosa, por sua vez, entregou o segundo posto na linha de comando para o coronel Claudio dos Santos Feoli, que deixa a chefia do Comando de Policiamento de Choque (CP Choque), criado em dezembro do ano passado para centralizar a gestão dos seis Batalhões de Polícia de Choque (BP Choques) do Estado.

“Segurança pública é uma área prioritária da nossa gestão. Ainda em nosso segundo mês de governo, em fevereiro de 2019, lançamos o programa estruturante RS Seguro, que tem trazido resultados excelentes para a segurança pública do nosso Estado. Quero, em primeira mão, adiantar que estamos concluindo o mês de maio, nosso 29º mês de governo, com uma nova redução de indicadores de criminalidade. E estamos reduzindo nesse mês aquele que é o crime mais importante, o crime doloso contra a vida. Essa é a nossa segurança pública, é resultado do trabalho de homens e mulheres que estão diuturnamente protegendo a vida da população gaúcha”, destacou o vice-governador Ranolfo.

Estrela de Reconhecimento

O destaque da cerimônia de posse foi a homenagem a três militares com a Estrela de Reconhecimento em grau Ouro. A comenda foi instituída em 1987 para distinguir policiais militares que, no exercício da atividade de policiamento, tenham sofrido ferimentos ou morrido.

soldado Marciele Renata dos Santos Alves havia ingressado na Brigada Militar em 2012 e estava lotada no Pelotão de Operações Especiais de Santa Cruz do Sul. Em novembro de 2019, quando trabalhava em uma operação policial em Venâncio Aires, foi atropelada por criminosos e não resistiu aos ferimentos.

Em maio deste ano, o segundo-sargento Adair de Melo Porto tentou abordar um veículo em São Nicolau, mas o condutor fugiu. Ao chegar em frente à residência do criminoso, o homem saiu do pátio com uma pistola em punho e efetuou vários disparos, atingindo fatalmente o sargento que estava havia mais de 33 anos na corporação.

soldado Jlhonatan Grendene Caverzan Maximovitz tentava abordar criminosos que arremessavam objetos para dentro do presídio de Erechim quando foi atropelado pelos suspeitos e não resistiu aos ferimentos. Ele ingressou na BM em 16 de novembro de 2016 e estava lotado no 13º Batalhão de Polícia Militar (13° BPM), em Erechim.

NOVOS COMANDANTES

Comandante-geral, Vanius Cesar Santarosa

Natural de Bento Gonçalves, o coronel Santarosa tem 52 anos e ingressou na carreira de oficiais da BM em fevereiro de 1987, caminho pelo qual realizou o sonho de se tornar piloto de avião. Dos 34 anos de serviço, passou 15 ligado ao Batalhão de Aviação da BM (BAV-BM). Obteve habilitação de piloto privado e comercial de avião (1998 e 2000) e helicóptero (2003 e 2004), tornou-se instrutor de ambos os tipos de aeronave (2001 e 2006) e ainda se tornou examinador credenciado (2012) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Com habilitação para dez tipos de avião, seis tipos de helicóptero e 6 mil horas de voo, além de habilitação de piloto de linha aérea (2017), chefiou o Centro de Formação Aeropolicial da BM, em Capão da Canoa, entre 2013 e 2016. No ano seguinte, promovido a tenente-coronel, assumiu a chefia do Estado-Maior do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio dos Sinos (CRPO VS). Em 2019, passou ao posto de chefe de Operações da BM, quando foi responsável pelo planejamento de policiamento da Copa América, que naquele ano teve Porto Alegre como uma das sedes dos jogos.

Promovido a coronel, assumiu a direção do Departamento de Informática da BM e, em novembro de 2019, quando o coronel Mohr chegou ao comando-geral da corporação, ocupou o posto de subcomandante-geral, no qual permaneceu até 1º de abril deste ano. Além da extensa carreira, Santarosa tem especialização em helicópteros Agusta Westeland (modelo Koala MKII – AW-119Kx), realizada no Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, em 2014, e especialização em Políticas em Gestão de Segurança Pública (CEPGSP), concluída em 2017.

Sub-comandante-geral, Claudio dos Santos Feoli

Porto-alegrense, coronel Feoli tem 47 anos e ingressou na BM em 25 de fevereiro de 1991. É graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002) e pós-graduado em Segurança Pública e Estado Democrático de Direito pela Faculdade do Ministério Público (2011) e em Políticas e Gestão de Segurança Pública pela Faculdade Estácio de Sá (2017). Antes de assumir o comando do CP Choque, atuou como oficial superior no antigo Batalhão de Operações Especiais (BOE), no gabinete do comando-geral, na Casa Militar e, por último, como comandante do 1º BP Choque.

Chefe do Estado-Maior, Rogério Stumpf Pereira Júnior

Com 53 anos, o coronel Stumpf nasceu no município de Lages (SC) e ingressou na BM em 20 de fevereiro de 1989. É bacharel em Ciências Militares – Área de Defesa Social e tem especialização em Policiamento Ambiental e em Gestão da Segurança Pública (CEPGSP). Como oficial superior, exerceu os cargos de comandante do Batalhão de Operações especiais (2015 a 2017), chefe da PM4 – setor de serviços e legislações do Estado Maior – (2017), diretor dos departamentos de Saúde (2018) e de Logística e Patrimônio (2018 a 2019) da BM e diretor do departamento de Planejamento e Integração da Secretaria da Segurança Pública (2019), posto que deixou para assumir o Comando de Policiamento da Capital (CPC).

Após cerca de um ano e meio à frente do CPC, alcançou o posto de secretário da chefia do Estado-Maior da BM. Agora foi designado para a titularidade do órgão, como terceiro na linha de comando da corporação. Ocupará o posto vago com a aposentadoria da coronel Cristine Rasbold, em fevereiro deste ano – primeira mulher a assumir a chefia do Estado-Maior nos 183 anos de história da BM.

Texto: Carlos Ismael Moreira/Ascom SSP
Edição: Vitor Necchi/Secom

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.