Quinta-feira, 15 de Abril de 2021
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
23°
16°
17°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
No ar: Manhã Líder
Ao Vivo: Manhã Líder
Bom Dia Líder

Reunião do Gabinete de Crise do RS deve confirmar flexibilização de restrições

Reunião do Gabinete de Crise do RS deve confirmar flexibilização de restrições
08.04.2021 07h38  /  Postado por: Roger Nicolini

A reunião do Gabinete de Crise do RS desta quinta-feira deve definir a ampliação do horário de funcionamento das atividades econômicas na Capital e nos municípios da Região Metropolitana. Mesmo sem confirmar as mudanças, o governador Eduardo Leite afirmou nesta quarta-feira no Paço Municipal, após reunião com o prefeito Sebastião Melo, que a redução da ocupação dos leitos de UTI do SUS e a redução da taxa de contágio pelo coronavírus no Rio Grande do Sul permitem avançar nas discussões sobre as flexibilizações das restrições às atividades econômicas. Conforme Leite, a decisão deve sair até o final da semana.

Ao citar indicadores que apontam redução da taxa de contágio pela Covid-19, Leite afirmou que estudos científicos revelam que o momento mais crítico de disseminação do vírus ocorreu no final de fevereiro. Por conta disso, o governador reforçou que o Palácio Piratini reúne informações suficientes para fazer ‘movimentos com responsabilidade’. E destacou o retorno da cogestão e o funcionamento do comércio em horário comercial. “Projetamos que agora possamos avançar no sentido de que possam funcionar no final de semana. E que possamos avançar no horário noturno para que restaurantes possam funcionar”, afirmou.

O governador alertou que a flexibilização do horário de funcionamento das atividades econômicas não significa ‘simplesmente uma volta ao normal’. “É importante que se mantenha distanciamento, se observe o número de mesas, com público restrito por mesa para não virar festa ou algo que descuide dos protocolos”, ressaltou. Para garantir a ampliação do horário de funcionamento, o Estado exigiu planos de fiscalização das prefeituras. O objetivo é definir um procedimento padrão, sem regras específicas para cada cidade. “Temos que garantir a observação desses protocolos. Por isso a importância dos planos de fiscalização”, alertou.

Nesta quinta-feira, o Gabinete de Crise vai avaliar a consistência dos planos de fiscalização elaborados pelas prefeituras. Leite salientou que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) deve estar articulada regionalmente com as prefeituras para definir o papel das forças de segurança na fiscalização dos protocolos de distanciamento. A deliberação sobre o tema deve ocorrer até o final de semana. “Queremos estabelecer esse cronograma na forma como ele vai se dar para retorno das atividades ao longo do mês de abril. Queremos que seja o mais rápido possível”, salientou.

Fonte: Correio do Povo

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.