Terça-feira, 15 de Junho de 2021
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
19°
10°
17°C
Espumoso/RS
Tempo nublado
No ar: Top Líder
Ao Vivo: Top Líder
Bom Dia Líder

IFRS retomará calendário acadêmico de forma remota a partir de abril

IFRS retomará calendário acadêmico de forma remota a partir de abril
18.02.2021 06h42  /  Postado por: Roger Nicolini

O calendário acadêmico dos campi do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) será retomado. As aulas ocorrerão em meios digitais enquanto a pandemia de Covid-19 representar riscos à segurança para atividades letivas presenciais. A decisão foi tomada pelo Conselho Superior (Consup) do IFRS em reunião on-line realizada nesta sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021. Essa retomada se dará a partir da finalização do segundo ciclo das atividades pedagógicas não presenciais (APNPs), o que ocorrerá em abril.

O regulamento da retomada do calendário segue em discussão no Consup. Serão apreciadas as contribuições apresentadas pelos conselheiros ao documento (os chamados destaques), que tratam das questões operacionais. Entre essas questões estão se haverá permissão para algumas atividades práticas ou apoio pedagógico de forma presencial, ou mesmo entrega de materiais  físicos aos estudantes. A próxima reunião extraordinária do Consup ocorrerá no dia 19 de fevereiro, a partir das 9h, também por webconferência, e poderá ser acompanhada na página do Conselho no YouTube.

O calendário do IFRS foi suspenso em março de 2020 como forma de preservar a saúde da comunidade acadêmica, devido à expansão do contágio pelo novo coronavírus no país. As APNPs vêm sendo ofertadas desde setembro de 2020, também em formato virtual. São equivalentes a componentes curriculares (disciplinas), porém optativas. De aproximadamente 20 mil estudantes atualmente matriculados no IFRS, cerca de 9 mil participaram ativamente das APNPs ofertadas. A perspectiva é ampliar o número com a retomada do calendário.

Saiba mais sobre o Ensino do IFRS na pandemia 

Desde a suspensão das atividades letivas no IFRS,  foi realizado um amplo debate sobre a utilização de ensino mediado por tecnologias no período de suspensão das atividades presenciais. No início do mês de abril de 2020, constituiu-se um Grupo de Trabalho com a tarefa de pensar estratégias para a retomada do calendário acadêmico. Em sua composição estão representantes da Pró-reitoria de Ensino, do Comitê de Ensino, do Colégio de Dirigentes, do Conselho Superior (representantes discente, docente e técnico-administrativo), dos sindicatos representativos dos servidores (Assufrgs, Sinasefe, Andes e Adufrgs) e da União dos Estudantes do IFRS.

O GT realizou um diagnóstico entre servidores e estudantes, para identificar questões como acesso à internet e computadores, qualidade da conectividade, conhecimento sobre ferramentas digitais, autonomia para os estudos de forma remota, condições de estudo e trabalho, entre outras.

No mês de setembro do ano passado, o IFRS passou a ofertar atividades pedagógicas não presenciais (APNPs) aos seus estudantes, com o objetivo de manter o vínculo no período de suspensão do calendário acadêmico. Houve um esforço institucional para a promoção da inclusão digital dos alunos por meio da concessão de auxílios financeiros para custeio de despesas com internet, fornecimento de pacotes de dados e empréstimo de tablets aos que não possuíam dispositivos de acesso à internet. Aos servidores, foram promovidas capacitações para o uso de ferramentas educacionais digitais.

Mantida a situação de pandemia ainda no ano de 2021 e com o amadurecimento institucional decorrente da oferta das APNPs, o GT submeteu ao Conselho Superior do IFRS (Consup) a proposta de Regulamento de Retomada do Calendário Acadêmico de forma remota.

Sobre o Consup

O Conselho Superior (Consup) do IFRS é o órgão máximo da instituição, atuando com caráter consultivo e deliberativo e sendo responsável por importantes decisões a respeito do cotidiano e dos rumos institucionais.

É composto por representantes dos docentes, dos técnico-administrativos e dos estudantes de todos os 17 campi do Instituto, eleitos por seus pares; representante dos técnicos-administrativos da Reitoria, também eleito por seus pares;  um representante dos estudantes egressos; representantes da sociedade civil; representante do Ministério da Educação; por todos os diretores-gerais de campi e, como presidente, pelo reitor do IFRS, Júlio Xandro Heck (confira aqui a nominata atual).

FONTE E FOTO: ASCOM IFRS IBIRUBÁ

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.