Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
34°
20°
21°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
No ar: Madrugadão Líder
Ao Vivo: Madrugadão Líder
Bom Dia Líder

Delegada fala sobre trabalho da polícia na localização de Paula Perin Portes

Corpo encontrado na madrugada desta segunda-feira (17) estava enterrado em um local de mata fechada, no interior de Soledade
Delegada fala sobre trabalho da polícia na localização de Paula Perin Portes
18.08.2020 07h27  /  Postado por: Roger Nicolini

O trabalho da Polícia Civil para localização de Paula Chaiane Perin Portes, de 18 anos, teve fim na madrugada desta segunda-feira, 17/8. O corpo da jovem foi encontrado enterrado distante 23Km do Centro de Soledade, em um local de mata fechada na comunidade de Rincão do Bugre, interior do município.

A delegada regional, Fabiane Bittencourt, responsável pelo caso, comenta que a equipe esteve em diligências durante o domingo (16). “Ao identificarmos o local exato, acionamos a perícia e na madrugada desenterramos, conseguindo a identificação através da roupa e de uma tatuagem. O corpo não apresentava avançado estado de decomposição”, assinala.

Ela atribui que o êxito para encontrar Paula se deve a diversos fatores. “A equipe foi incansável, em momento algum desistimos, assim como tivemos a colaboração da comunidade com informações, onde toda as possibilidades eram averiguadas. A localização é reflexo de um longo trabalho, com todas as formas tecnológicas de investigação empregadas”, observa.

O ponto específico onde foi localizado o corpo fica a 7,5Km de distância em linha reta do açude em que foram feitas as diligências na comunidade de Margem São Bento. A delegada salienta que o cadáver foi movimentado de lugar e que isto está comprovado dentro da investigação. “Inclusive temos elementos que outras pessoas auxiliaram nesta segunda ocultação”, garante.

Fabiane Bittencourt pontua que agora o trabalho da Polícia Civil se concentra em encontrar Micael Willian Rossi Ortiz, de 22 anos, que está foragido. “Não trabalhamos com a hipótese que ele esteja morto, inclusive deve estar próximo. Nosso trabalho prossegue empenhado na sua localização e temos bastante expectativa da sua prisão até o final do inquérito”, assinala.

Ele é apontado como um dos principais autores deste homicídio. “Foi um dos que executaram Paula, por asfixiada, com golpe chamado mata leão. Micael atraiu ela até o local, mas o planejamento foi de um dos indiciados, que se encontra preso e é um dos líderes da facção criminosa”, informa.

A delegada declara que os envolvidos até o momento serão indiciados pelo crime de homicídio qualificado, com ocultação de cadáver, podendo ainda, conforme as provas, também por organização criminosa.

Da mesma forma espera que os suspeitos presos permaneçam nesta condição. “Temos muitas provas dentro dos autos, fortes conjuntos probatórios que apontam a gravidade para que permaneçam presos, inclusive, para fins de um futuro julgamento. Foi um crime planejado, premeditado e cruel, onde o mínimo que se pede é que a justiça seja feita e os responsáveis responsabilizados”, finaliza Fabiane Bittencourt.

Fonte e foto: Clic Soledade

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.