Domingo, 20 de Setembro de 2020
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
15°
7°C
Espumoso/RS
Tempo limpo
No ar: Madrugadão Líder
Ao Vivo: Madrugadão Líder
Bom Dia Líder

Com as temperaturas baixas, pessoas devem ter cuidados com doenças respiratórias

Com as temperaturas baixas, pessoas devem ter cuidados com doenças respiratórias
20.07.2020 07h33  /  Postado por: Roger Nicolini

Com a chegada do frio, as pessoas se concentram em locais mais fechados, isso facilita a propagação de vírus e bactérias que causam problemas respiratórios e doenças de inverno como a gripe, a rinite, a bronquite e a asma. Agora com a pandemia do COVID-19, precisamos redobrar os cuidados para não sobrecarregar as unidades de saúde. O otorrinolaringologista Jader Franci Carvalho Oliveira, inicia destacando quais as principais formas de contrair doenças do inverno em ambientes fechados e como fazer para evitar problemas..

Especialistas observam que a adoção de protocolos de proteção respiratória resultaram na diminuição de mais doenças. O ottorino tem percebido que isso tem ocorrido.

Os vírus são responsáveis por mais 90% dos casos de doenças respiratórias e também o COVID. Boa parte dos sintomas iniciais, como tosse e dor de cabeça, são semelhantes. Jader Oliveira dá dicas de como diferenciá-las de forma a não gerar preocupação.

Infelizmente, é muito difícil diferenciar somente através dos sintomas, que podem ser iguais à primeira vista. Por isso, os médicos lançam mão dos testes (rápido ou PCR), que auxiliam no diagnóstico. As prefeituras ainda têm um protocolo para conduzir casos suspeitos de coronavírus, cujo atendimento inicia nas unidades da Atenção Básica à Saúde. Porém, caso apresentar falta de ar junto com sintomas gripais, o paciente deve procurar imediatamente o serviço de emergência.

O ottorino lembra que é importante uma boa alimentação e exercícios físicos  no aumento da imunidade contra as doenças do inverno.

 

Por fim, o médico lembra que a falta de informação e a comercialização de remédios sem receita podem agravar as doenças de inverno e causa graves efeitos no organismo.

FONTE E FOTO: ASCOM UNIMED

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.