Quarta-feira, 12 de Maio de 2021
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Ensolarado
17°
17°C
Espumoso/RS
Ensolarado
No ar: Tarde Líder
Ao Vivo: Tarde Líder
Bom Dia Líder

Após debate na AL-RS, carta de reivindicações dos caminhoneiros é enviada ao governo federal

Após debate na AL-RS, carta de reivindicações dos caminhoneiros é enviada ao governo federal
03.03.2015 06h15  /  Postado por: upside

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul realizou na manhã desta segunda-feira, 02 de março, reunião com diversos representantes dos caminhoneiros do estado para ouvir suas reivindicações e elaborar documento a ser enviado ao Ministro Miguel Rossetto para a próxima rodada de negociação com a categoria. O encontro realizado no auditório do plenarinho foi proposto pela deputada estadual Silvana Covatti (PP). Representando o sindicato dos caminhoneiros autônomos da cidade de Três Cachoeiras, cidade que chegou a ter quatro mil caminhões paralisados na BR-101, próximo à cidade de Torres, Flávio Halper nos fala que o objetivo do encontro na Assembleia é formar uma comissão para negociar em Brasília.
O secretário estadual da agricultura, Ernani Polo, esteve presente na reunião e ao falar para a plateia de caminhoneiros não deixou de mencionar a legitimidade do protesto, cuja consequência é o desabastecimento de diversos setores do agronegócio e da indústria.
Representando a Frente Parlamentar dos Transportadores de Cargas e Logística da Câmara dos Deputados, o deputado gaúcho Covatti Filho (PP) nos explica como serão as propostas dos caminhoneiros gaúchos sobre o subsídio ao óleo diesel e da tabela mínima do frete. O deputado tentará audiência com o Ministro Miguel Rossetto para lhe apresentar a carta de reivindicações.
Na tarde desta segunda-feira (02) a presidente Dilma Rousseff sancionou, sem nenhum veto, a lei do caminhoneiro. A medida atende algumas reivindicações da categoria tais como a jornada máxima de trabalho de até 12 horas em conjunto com descanso de 11 horas e ampliação dos postos de repouso em todo país. A lei do caminhoneiro vai permitir uma questão polêmica, abordada por engenheiros e técnicos em conservação das estradas, a ampliação para 10% acima do limite máximo do peso da carga em cada eixo do veículo. A presidente Dilma Rousseff autorizou que o BNDES permitisse carência de um ano aos motoristas autônomos e microempresas para a quitação dos financiamentos para a compra de caminhões. Ficou marcada para o próximo dia 10, reunião em Brasília com caminhoneiros, empresas e o governo para a discussão de uma tabela mínima de frete entre outras reivindicações.
O repórter Edson de Souza da Rede Gaúcha de Rádios do Interior acompanhou a reunião e tem mais informações.
Ouça no player acima

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.