Segunda-feira, 20 de Setembro de 2021
Telefone: (54) 3383 3400
Whatsapp: (54) 9 9999-7374
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
32°
19°
22°C
Espumoso/RS
Parcialmente nublado
No ar: Café da Líder
Ao Vivo: Café da Líder
Região

Daniel Radcliffe diz que já sofreu muitos apagões durante os anos de bebedeira

Daniel Radcliffe diz que já sofreu muitos apagões durante os anos de bebedeira
03.02.2012 13h47  /  Postado por: upside

O ator Daniel Radcliffe, 22 anos, que estreia nos cinemas britânicos com o suspense “A Mulher de Preto”, filme bem diferente da saga “Harry Potter”, falou ao site shortlist sobre a dependência do álcool dos 18 aos 20 anos de idade, a vontade de desistir de fazer o papel do bruxinho inglês e a relação com a fama. Ele contou que passou muito tempo recluso, bebendo sozinho e com medo do que poderia ter feito ou falado às pessoas. “Foi patético, não era eu. Sou divertido, educado, e me tornei rude por um tempo. As pessoas me falavam que eu estava com problemas, mas eu tive que descobrir isso sozinho”, disse ele. O problema com a bebida tornou-se tão grave que o ator começou a sofrer apagões. “Nos último anos de bebida, eu apagava quase toda vez que saía para curtir a noite”. Ele já havia admitido que ficou dependente do álcool por estar apaixonado pela ideia de viver um estilo de vida de uma pessoa famosa e que deu sorte de nunca ter sido fotografado por paparazzi durante o estado de embriaguez. Sóbrio desde o final de 2010, falou que até gosta de ficar só observando as pessoas bêbadas. “Só é ruim quando tenho que dizer a elas: ‘Você já me contou isso três vezes'”, afirmou. Apesar de lhe trazer dinheiro, reconhecimento e fama, Daniel disse que também foi asssustador em alguns momentos ter de interpretar Harry Potter por tantos anos. “Apenas por um segundo, pensei em desistir. Fazer o papel por muito anos parecia assustador”. Após pensar um pouco, ele percebeu que essa era uma das melhores oportunidades para um garoto de 15 anos. Outro parte difícil da fama é enfrentar o interesse excessivo da imprensa por sua vida. “Já li que tenho em minha sala uma estátua nua de mim mesmo”, disse, aos risos. “Às vezes penso: ‘Jesus Cristo, alguém está sendo pago para escrever isso'”. No momento Daniel divulga “A Mulher de Preto”, que chega às telas britânicas em 10 de fevereiro e 24 de fevereiro no Brasil. No suspense dirigido por James Watkins, o ator vive Arthur Kipps, um jovem viúvo encarregado de colocar em ordem os papeis de uma idosa recentemente falecida. Daniel também já assinou contrato para viver o poeta Allen Ginsberg no filme “Kill Your Darlings”.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.